Sexta-feira, 21 de Julho de 2017
Últimas

Rally de Portugal: Kris Meeke ameaça liderança de Latvala

Jari-Matti Latvala (Toyota Yaris) terminou a primeira passagem pelas classificativas minhotas de Viana do Castelo, Caminha e Ponte de Lima no comando do Vodafone Rally de Portugal, mas com uma forte concorrência a manter-se muito perto. No troço mais longo (27,46 km) da jornada, Ponte de Lima, Kris Meeke (Citroen) foi pela primeira vez o mais rápido e fê-lo de tal maneira que reduziu a sua distância para Latvala a… 0,5 segundos. O elevado nível competitivo deste Mundial, com a chegada dos novos WRC em 2017, está a confirmar-se na prova organizada pelo Automóvel Clube de Portugal, com uma “guerra” ao décimo de segundo.

É que ao fim de 72,26 quilómetros ao cronómetro na manhã desta sexta-feira, os cinco primeiros classificados estão separados, imagine-se, por menos de 5 segundos e este equilíbrio de andamentos promete prolongar-se muito além do final da etapa…

Se a Citroen já “perdeu” – com o capotanço de Stéphane Lefebvre na primeira passagem pelo troço de Caminha – um dos seus C3, Toyota, Hyundai e Ford mantêm a sua armada em ação, começando a desenhar-se outro duelo épico pela vitória neste rali.

É que o líder Latvala não tem folga no primeiro lugar, face às “ameaças” de Meeke, Tanak e Breen, enquanto o campeão em título e líder do campeonato, Sebastien Ogier, mesmo penalizado pela sua posição na estrada (é o primeiro piloto a passar nas classificativas ao longo desta primeira etapa), não se deixa atrasar. Ocupa a quinta posição, a somente 4,8 segundos do primeiro classificado.

Na classe WRC2, Andreas Mikkelsen (Skoda Fabia R5) não levanta o pé, destacando-se cada vez mais do seu colega de equipa Pontus Tidemand e de Teemu Suninen (Ford), que é agora terceiro.

Pedro Meireles é o melhor dos concorrentes inscritos no campeonato nacional. Tem nesta altura 3,8s de vantagem sobre Miguel Barbosa e 57,5s sobre Joaquim Alves. Manuel Castro não teve a estreia que sonhava no Vodafone Rally de Portugal. O piloto de Guimarães foi forçado a abandonar depois de um incêndio ter consumido o seu Hyundai i20 R5.

Pedro Xavier

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios *

*