FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 23 Abr 2010

Valença: Luís Campos Ferreira diz que decisão do Parlamento é “oportunidade única” para o Governo

O deputado do PSD Luís Campos Ferreira considerou hoje que a recomendação do Parlamento de suspensão do processo de requalificação das urgências constitui uma oportunidade […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

O deputado do PSD Luís Campos Ferreira considerou hoje que a recomendação do Parlamento de suspensão do processo de requalificação das urgências constitui uma oportunidade única para o Governo rever medidas erradas na área da saúde. O Parlamento aprovou hoje, com os votos favoráveis de toda a oposição e contra do PS, um projeto de resolução do PSD que recomenda ao Governo a suspensão imediata por três meses da requalificação das urgências para que se proceda a uma avaliação desse processo. Com a mesma votação, o Parlamento aprovou também um projeto de resolução do CDS-PP que recomenda ao Ministério da Saúde a suspensão imediata do encerramento de quatro Serviços de Atendimento Permanente (SAP) no distrito de Viana do Castelo.

“Eu acho que é uma recomendação política forte ao Governo, não vinculativa, como sabemos, mas é uma recomendação política forte, que o Governo deve ter em conta, dentro daquilo que é a racionalização do Serviço Nacional de Saúde”, declarou Luís Campos Ferreira aos jornalistas, no Parlamento. “Sem violar esse princípio da racionalização económica, penso que o Governo tem aqui uma oportunidade única de rever medidas que tomou e que foram mal tomadas que com as quais, em vez de poupar, está a gastar mais dinheiro, em prejuízo dos cuidados de saúde dos utentes”, acrescentou o deputado do PSD. Hoje, a propósito da aprovação destes projetos de resolução, o deputado do CDS-PP Abel Baptista declarou: “Eu acho que estamos num país democrático, vivemos numa democracia, temos um Governo democrata que só terá de aceitar e acatar as decisões democraticamente tomadas na Assembleia da República. É isso que lhe compete”.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts