FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 08 Mai 2010

Cancro: Projecto solidário encerrou actividade com passadeira de mil metros e recorde de 140 mil euros angariados

Uma passadeira com mil metros de comprimento, feita com milhares de quadrículas em pano vendidas a um euro e decoradas individualmente por centenas de pessoas, […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Uma passadeira com mil metros de comprimento, feita com milhares de quadrículas em pano vendidas a um euro e decoradas individualmente por centenas de pessoas, colocada à volta do Jardim Marginal de Viana do Castelo concluiu, sábado, o projecto “Um dia pela vida” no concelho, o qual permitiu angariar cerca de 140 mil euros para a Liga Portuguesa Contra o Cancro. “Um grande sucesso, Viana do Castelo tornou-se no concelho do País que mais contribuiu ao nível de donativos”, apontou Albino Ramalho, coordenador do projecto local, que envolveu 170 actividades, 125 equipas, 1885 pessoas inscritas.

 
Na angariação de verbas, que aconteceu em 21 concelhos do País, Viana do Castelo destronou Guimarães, que liderava desde 2009. Quanto ao projecto, que arrancou a 16 de Janeiro e chegou ontem ao fim, teve o seu momento alto com a gigantesca “passadeira solidária”, com um quilómetro de extensão e composta por 12 mil quadrados de pano, que os participantes foram oferecendo. “Uns quadrados são pintados, outros desenhados, outros bordados, outros estampados, outros simplesmente em branco. Ficou ao critério de cada participante, mas o resultado é uma obra de arte, cujo valor simbólico é extraordinário”, explicou ainda o responsável. Em Viana do Castelo, no âmbito do projecto “Um dia pela vida” foram realizadas actividades tão diversas como cantar das janeiras, saraus, noites de fado, caminhadas, regatas, jantares, torneios de futebol ou desfiles de moda. “Tivemos todas as freguesias do concelho envolvidas. A todos os participantes, pedíamos que contribuíssem com um euro. Mas muitos davam mais, e contámos ainda com uma outra série de donativos e de apoios”, disse ainda.  Várias empresas, desde táxis a de peças para automóveis, definiram dias em que uma percentagem das vendas revertia para o projecto e que, ao longo das últimas semanas, foi engrossando o montante de donativos.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts