FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 21 Mai 2010

Geice avança: Julgamento do Museu do Ouro arranca a 15 de Setembro, três anos depois dos factos

Três anos depois do violento assalto ao Museu do Ouro Tradicional de Viana do Castelo o julgamento deste caso arranca a 15 de Setembro deste […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Três anos depois do violento assalto ao Museu do Ouro Tradicional de Viana do Castelo o julgamento deste caso arranca a 15 de Setembro deste ano com cinco jovens constituídos arguidos e acusados de três crimes de roubo, dois de homicídio qualificado na forma tentada, três de ofensas à integridade física, entre outros. Os factos remontam a 07 de Setembro de 2007 e o violento assalto ao Museu do Ouro Tradicional, que culminou com uma morte e troca de tiros com agentes da PSP que atingiram transeuntes, após vários problemas processuais, vai finalmente chegar a Julgamento, com audiências marcadas até 01 de Outubro.

Um julgamento que terá a particularidade de decorrer com tribunal de Juri, formado por três juízes e quatro jurados, que serão escolhidos a 28 de Maio, aleatoriamente, entre os eleitores no concelho de Viana.  Manuel Freitas não esconde o alivio por o caso chegar finalmente a julgamento, apesar de reconhecer a “complexidade” do mesmo. Recorde-se que segundo o despacho de pronúncia, apenas um dos seis arguidos iniciais foi ilibado, tendo caído ainda a acusação de associação criminosa, esta que só por si poderia valer cerca de dez anos de prisão a cada um dos elementos. Quatro dos arguidos aguardam julgamento em liberdade por o Tribunal entender que não existe perigo de fuga, enquanto que um quinto – que não foi abrangido pelo erro processual que libertou os restantes há mais de um ano – vai permanecer em prisão preventiva. Os quatro estão ainda obrigados a apresentações, em dias pares, às autoridades. Além do alarme social e da morte de um dos assaltantes, fruto da troca de tiros com a PSP, o assalto provocou um prejuízo de mais de 750 mil euros ao proprietário do Museu do Ouro e da Ourivesaria Freitas.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts