FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 25 Mai 2010

Monção: Viaduto que custou mais de 100 mil euros ao Estado demolido por erro de projecto em 1995

Um viaduto construído no concelho de Monção em 1995 mas por onde “nunca passou nenhum automóvel” por falta de acessos e que por isso servia […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Um viaduto construído no concelho de Monção em 1995 mas por onde “nunca passou nenhum automóvel” por falta de acessos e que por isso servia apenas para colocar propaganda vai ser demolido, segundo a recente decisão da Estradas de Portugal, que assim coloca um ponto final numa das histórias mais caricatas da região. Para trás ficam anos de críticas e um investimento, à data, de mais de 100 mil euros que nunca serviu para nada. “Foi um aborto de investimento. Nunca vi nenhuma estratégia para aquilo, não tinha sentido”, começou por apontar o actual autarca de Monção, José Emílio Moreira, agora que o Executivo acaba de aprovar, a pedido da Estradas de Portugal, a posição de “não oposição” à demolição do viaduto.

Em causa o viaduto situado no Lugar da Pousa, freguesia de Monção, construído pela Estradas de Portugal para integrar uma futura variante que permitisse o atravessamento da movimentada EN-101 sem ser necessário utilizar um perigoso cruzamento ali existente. O problema é que, diz Emilio Moreira, por um alegado erro de projecto da Câmara ou direcção de Estadas da altura, o viaduto foi implantado entre uma importante quinta de vinho Alvarinho e um aglomerado habitacional que “não comporta aumento de trânsito”. Ou seja, havia viaduto, mas sem acessos. “Foi um erro de projecto ou uma grande antecipação do futuro. O melhor é alugar ou vender, com as eleições até é um sítio porreiro para colocar propaganda”, chegou a afirmar o autarca de Monção, acrescentando: “Ali só servia para por roupa a secar”.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts