FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 07 Mai 2010

Nova administração dos ENVC em segredo

Tem sido um segredo guardado a sete chaves e que hoje poderá ser revelado, na assembleia-geral da empresa, mas nos Estaleiros Navais de Viana do […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Tem sido um segredo guardado a sete chaves e que hoje poderá ser revelado, na assembleia-geral da empresa, mas nos Estaleiros Navais de Viana do Castelo ainda não se conhece a composição do novo conselho de administração. A única garantia já avançada pelo Governo é que o novo conselho de administração será composto por três membros executivos e dois não executivos.

 
Por definir está ainda o desejo manifestado pelos trabalhadores e o próprio poder autárquico loca, de que os três membros executivos estarão em permanência na empresa, em Viana do Castelo, ao contrário do que aconteceu até hoje, e que um destes será militar. Apesar de várias fontes contactadas pela Geice FM, a composição da nova administração, definida pelo Ministério da Defesa, continua em segredo e deverá ser revelada esta sexta-feira, na Assembleia-Geral que apresenta contas da empresa pública. O primeiro ponto desta sessão prevê o anuncio dos resultados de 2009, que representam prejuízos de cerca de 22 milhões de euros, situação provocada sobretudo pela recusa, a 09 de Abril de 2009, do Governo dos Açores em aceitar o ferry-boat Atlântida que encomendou à unidade minhota. Com estes resultados, o passivo total da empresa eleva-se agora a, pelo menos, mais de 60 milhões. Segundo informações recolhidas junto dos ENVC, “senão fosse o negócio dos Açores”, a empresa poderia ter registado resultados operacionais positivos, o que em ano de crise seria um factor “determinante” na estratégia do maior estaleiro naval português.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts