FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 11 Jun 2010

Bispo de Viana do Castelo saúda sucessor e agradece a Bento XVI

O bispo resignatário de Viana do Castelo, José Pedreira, saudou hoje o seu sucessor, Anacleto Cordeiro, e agradeceu a Bento XVI por ter aceitado o […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

O bispo resignatário de Viana do Castelo, José Pedreira, saudou hoje o seu sucessor, Anacleto Cordeiro, e agradeceu a Bento XVI por ter aceitado o pedido de renúncia que fez por ter atingido o limite da idade canónica para permanecer no cargo. “Manifesto o meu agradecimento ao Santo Padre por ter sido acolhida a minha solicitação, agradeço a generosa colaboração que recebi de sacerdotes e fiéis leigos e felicito o novo Pastor que é dado a esta Igreja diocesana de Viana do Castelo”, escreve José Pedreira numa mensagem de saudação a Anacleto Oliveira, nomeado por Bento XVI bispo de Viana do Castelo. A tomada de posse ficou marcada para o dia 15 de Agosto, porque é a “festa da padroeira da diocese”.

 Segundo José Pedreira, a tomada de posse de Anacleto Oliveira como novo bispo de Viana do Castelo vai ter lugar a 15 de agosto. O ainda bispo de Viana do Castelo apresenta Anacleto Oliveira, bispo auxiliar de Lisboa, como um prelado “dotado de esmerada formação teológica, particularmente na área bíblica e catequética”, o que constitui “precioso contributo para o exercício do seu ministério episcopal ao serviço desta jovem diocese que lhe é confiada”. José Pedreira pediu ainda a toda a comunidade da diocese para que lhe dediquem “fiel e generosa colaboração” e unam as suas “orações e súplicas” pelo “frutuoso desempenho do seu novo ministério”. Também o nomeado bispo de Viana do Castelo escreveu uma mensagem à diocese, na qual manifesta a sua emoção pela “graça” de suceder “a tão dedicados pastores, todos eles ainda vivos: D. Júlio Tavares Rebimbas, D. Armindo Lopes Coelho e, por último, D. José Augusto Martins Fernandes Pedreira”. Dirigindo-se a “todos os habitantes do território em que está situada a diocese ou que, por qualquer laço, a ele estão ligados”, Anacleto Oliveira refere: “Quanto desejo conhecer a vossa cultura. E que Deus me ajude a contribuir para a resolução os vossos problemas, sobretudo os das mais variadas formas de carência”. Anacleto Oliveira agradece ainda na mesma nota tudo o aprendeu e viveu nos cinco anos em que esteve o Patriarcado de Lisboa, “sob a orientação do seu Bispo, o Senhor Cardeal Dom José da Cruz Policarpo, e em colaboração com todos os outros Bispos Auxiliares”. “Quanto eles me ensinaram a ser Bispo, juntamente com os sacerdotes, diáconos, religiosos e religiosas e outros consagrados e ainda tantos leigos, especialmente na Região Pastoral do Oeste que mais de perto acompanhei”, acrescenta. O novo bispo de Viana do Castelo, D. Anacleto Oliveira, elege como tarefa prioritária conhecer a realidade humana e religiosa da Diocese e da região. A primeira expectativa “é conhecer a diocese” porque, “mesmo geograficamente, conheço mal aquela região”.
 

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts