FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 07 Jun 2010

Câmara de Viana do Castelo expressa “profundo pesar” pela morte do escritor Couto Viana e prepara homenagem

A vereadora da Cultura na Câmara de Viana do Castelo, Maria José Guerreiro, manifestou hoje “profundo pesar” pela morte do escritor António Manuel Couto Viana, […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

A vereadora da Cultura na Câmara de Viana do Castelo, Maria José Guerreiro, manifestou hoje “profundo pesar” pela morte do escritor António Manuel Couto Viana, que classificou como uma “figura incontornável” da cultura do concelho. “Apesar de já termos conhecimento de que o seu estado de saúde era debilitado e que o seu sofrimento era grande, tínhamos a esperança de o termos entre nós mais algum tempo, porque era, de facto, uma figura incontornável da cultura de Viana do Castelo”, disse à Geice a autarca.

 
“É com profundo pesar e grandes consternações que recebemos a notícia da sua morte”, acrescentou. A autarquia irá preparar uma homenagem particular ao escritor, anunciou a vereadora da cultura. Natural de Viana do Castelo, António Manuel Couto Viana, 87 anos, morreu esta Terça-feira à tarde no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, disse fonte próxima da família. O escritor, natural de Viana do castelo  residia há cerca de dez anos na Casa do Artista, em Lisboa, foi internado naquele hospital “nos últimos dias, devido a problemas num pé que se agravaram, vindo a falecer”, disse a mesma fonte. O último livro de António Manuel Couto Viana, poeta, contista, ensaísta, actor, dramaturgo, encenador e figurinista, foi um volume de contos pícaros com o título “O que é que eu tenho, Maria Arnalda?”, em setembro de 2009. Em dezembro, esteve em Viana do Castelo para uma conferência sobre esta obra. O corpo do escritor António Manuel Couto Viana, 87 anos será velado a partir de quarta-feira na igreja de Nossa Senhora de Fátima, em Lisboa, disse um familiar. O funeral sairá quinta-feira, em hora ainda desconhecida, para o jazigo de família no cemitério da Ordem Terceira, em Viana do Castelo.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts