FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 04 Jun 2010

Minho: Nova empresa municipal acaba com outras três e promete baixar tarifa da água

A redução das tarifas será uma das vantagens da Águas do Noroeste, que resultou da fusão de três empresas do Grupo Águas de Portugal e […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

A redução das tarifas será uma das vantagens da Águas do Noroeste, que resultou da fusão de três empresas do Grupo Águas de Portugal e que esta sexta-feira iniciou a sua actividade, já perspectivando, para 2015, chegar 998 mil habitantes servidos em termos de abastecimento de água e a 1,90 milhões, em termos de saneamento.
 

A nova empresa pública resulta da fusão da Águas do Ave, Águas do Cávado e Águas do Minho e Lima, permitindo “o reforço da sustentabilidade económica e financeira, a obtenção de sinergias, a partilha e maximização de recursos e o aumento da eficácia e eficiência do sistema”, anunciou a Águas do Noroeste, que passa a ter um capital social de 70 milhões de euros. Actualmente, tendo em conta a herança das anteriores três empresas, integra mais de 30 municípios da região do norte, predominantemente do Minho, numa área de intervenção de cerca de 6.000 quilómetros quadrados, sendo responsável por um investimento da ordem dos 830 milhões de euros, entre 1995 e 2015, sendo que mais de 300 milhões de euros ainda serão investidos, até 2015. Naquele ano, a Empresa Águas do Noroeste estima o tratamento de mais de 72 milhões de metros cúbicos de águas residuais urbanas por ano, fornecer um caudal de 63,9 milhões de metros cúbicos de água também por ano e tornando-se desde já “numa das maiores empresas gestoras de sistemas multimunicipais de água e saneamento a actuar em Portugal”.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts