FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 18 Jun 2010

Policia Marítima admite operação para resgatar golfinho preso na doca dos ENVC

Um golfinho passou o dia de sexta-feira nas docas dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC) em acrobacias que deliciaram os trabalhadores da empresa e […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Um golfinho passou o dia de sexta-feira nas docas dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC) em acrobacias que deliciaram os trabalhadores da empresa e obrigaram mesmo ao fecho de uma das comportas para evitar que corresse perigo. Segundo o comandante da Capitania de Viana do Castelo, apesar das várias tentativas realizadas ao longo do dia, o golfinho não saiu da doca, onde ainda ia esta sexta-feira ao fim do dia, perante a admiração dos trabalhadores.

 

 
”Primeiro foi a policia marítima a acompanha-lo. E agora temos dois biólogos a tentar que ele regresse ao mar. Para já vamos tentar que se ambiente”, explicou Vítor dos Santos, admitindo que nas próximas horas o golfinho poderá ser retirado da água numa operação especial ainda a montar. “Se colocar em perigo a actividade que ali se desenvolve ou a sua própria vida vamos ter que fazer alguma coisa”. É que como medida de precaução as portas das docas dos ENVC já foram fechadas, “porque se o golfinho passasse para lá, certamente morreria nas bombas gigantes”, explicou a capitania. No local já esteve uma equipa da Polícia Marítima, com um bote, que tentou orientar o golfinho e conduzi-lo pelo caminho que dá para o mar o que não resultou porque o animal se escondia. Segundo Vítor dos Santos, uma equipa da Universidade do Minho que tem feito um estudo de acompanhamento dos golfinhos e das suas rotas já se deslocou para os ENVC, para observar o animal. Recentemente um grupo de golfinhos foi avistado na foz do rio Lima, mas dessa vez não perderam o sentido de orientação e, depois de darem um espectáculo para todos quantos se encontravam na marginal da cidade de Viana do Castelo, regressaram ao mar.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts