FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR

Categoria

20 Jun 2010

Polis/10 anos: Moradores do Coutinho vivem “numa angústia diária”

Pedro Xavier

Acessibilidade

T+

T-

Contraste Contraste
Ouvir
Este mês assinala-se uma década sobre o lançamento do programa de requalificação urbana, o Polis. E se Viana do Castelo foi a primeira cidade a […]

Este mês assinala-se uma década sobre o lançamento do programa de requalificação urbana, o Polis. E se Viana do Castelo foi a primeira cidade a receber este programa, corre também o risco de ser a última a acabá-lo. Tudo por causa da polémica demolição do prédio Coutinho, que continua à espera das decisões judiciais dos processos interpostos pelos moradores. Os resistentes continuam a acreditar que a justiça lhes vai dar razão, mas Abílio Teixeira, da Comissão de Moradores, recorda que viveram estes últimos dez anos na angústia da indefinição do dia de amanhã.

 
O caso do prédio Coutinho promete prolongar-se por muito mais tempo nos tribunais, isto dez anos depois de ter sido anunciado que este prédio de 13 andares seria demolido ao abrigo do Programa Polis. No lugar do prédio, está prevista a construção do novo Mercado Municipal. O Polis previa ainda a demolição das cerca de duas dezenas de casas térreas situadas no Campo d’Agonia, mas entretanto essa intervenção também ficou em banho-maria, por falta de financiamento. No Largo de Santa Catarina, duas habitações resistem, há quatro anos, à ameaça de demolição, porque a VianaPolis e os proprietários não se entendem quanto às condições de realojamento. Outra pedra no sapato do Polis de Viana do Castelo são os 26 lotes de terreno no Parque da Cidade, com os quais o programa previa angariar perto de 20 milhões de euros mas que ainda não conseguiu vender.

Últimas Noticias

Últimos Podcasts

online casino Portugal