FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 01 Jun 2010

SCUT: Movimento contra portagens na A28 admite recurso aos tribunais

O porta-voz do movimento “Naturalmente, não às portagens na A28”, Jorge Passos, admitiu esta quarta feira recorrer aos tribunais para impedir o fim do regime […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

O porta-voz do movimento “Naturalmente, não às portagens na A28”, Jorge Passos, admitiu esta quarta feira recorrer aos tribunais para impedir o fim do regime SCUT naquela auto -estrada. “Todas as formas de luta são possíveis, mas há sempre uma última hipótese que é o recurso aos tribunais”, referiu Jorge Passos. O activista falava em Viana do Castelo, antes de uma marcha lenta de protesto na A28, que na partida reuniu apenas dezena e meia de viaturas. “A A28 foi construída com dinheiros de fundos comunitários, em si mesma já está paga”, lembrou.

Disse ainda que aquela auto -estrada foi construída “para ser alternativa” à EN13, “que na altura já comportava” o crescente fluxo de trânsito. “É um contra senso que hoje nos digam que a 13 é alternativa”, criticou. Referiu ainda que a igualdade e a equidade “têm de ser defendidas”, para considerar “inaceitável” a introdução de portagens apenas em três SCUT (auto-estradas sem custo para o utilizador) do norte. “O IC19, que liga Lisboa a Sintra, com três faixas de rodagem em casa sentido, não tem portagens porquê? Por ser em Lisboa? E a A25, no Algarve, não é portajada quando se está a investir 150 milhões de euros na EN125, a estrada alternativa?”, insurgiu-se. No local da saída da marcha lenta compareceu também o presidente da Câmara de Viana do Castelo, José Maria Costa (PS), que desafiou o Governo para encontrar soluções que minimizem os custos com as portagens para os “movimentos pendulares e das empresas que utilizam todos os dias as auto-estradas”. “Penso que seria de todo responsável que os utilizadores das auto-estradas pudessem ter um mecanismo de diferenciação, como um passe, que a partir de um determinado número de utilizações conferisse minimização de custos”, referiu. O autarca disse que já deu conta desta proposta ao Governo, mas ainda não obteve “resposta concreta”. José Maria Costa saudou o movimento contra as portagens, falou aos jornalistas e foi embora, não participando na marcha lenta. O Governo já anunciou que a partir de 01 de Julho começam a ser cobradas portagens nas SCUT do Norte Litoral (A28), Grande Porto e Costa da Prata.
 

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts