FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 23 Jun 2010

Sócrates avança com isenções e portagens em todas as SCUT

´ O primeiro-ministro José Sócrates propôs a cobrança de portagens “em todas as sete SCUT”, desde que os residentes ou os que tenham “actividade económica […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

´
O primeiro-ministro José Sócrates propôs a cobrança de portagens “em todas as sete SCUT”, desde que os residentes ou os que tenham “actividade económica registada” na área atravessada pela via fiquem isentos de pagamento. Para o chefe de Governo, esta é “a melhor forma de responder a todas as preocupações, de igualdade e de justiça”. Posição que surge um dia antes de o Parlamento votar as propostas da oposição, de reprovar a utilização de um chip para cobrar portagens. Entretanto, Defensor Moura, o deputado socialista eleito por Viana e que anunciou votar ao lado da oposição, mesmo contra o partido, ainda não se dá por satisfeito.

“Não tenho nenhuma proposta oficial, apenas declarações do senhor primeiro-ministro à entrada de uma fábrica. Por isso não me posso pronunciar sem ter uma posição friginada ou documentos oficiais da parte do Governo. Vamos ter reunião do grupo parlamentar onde naturalmente teremos essa informação e ai haverá uma decisão sobre as votações da tarde”. Recorde-se que O primeiro ministro realçou que “o Governo sempre defendeu que não deve haver portagens nas autoestradas que atravessam áreas que têm rendimentos per capita inferiores à média nacional, porque isso é um contributo para o desenvolvimento regional”. Por outro lado, adiantou, também não deve haver portagens nas autoestradas onde não haja “uma alternativa efectiva”. “Têm sido estes dois critérios que têm levado o Governo a não pôr portagens nas autoestradas do interior e a reconhecer que, nestas três autoestradas, estes dois critérios não se verificam – nem é uma área onde o PIB seja inferior à media nacional e há alternativas, como referem os estudos técnicos”, adiantou o chefe do Executivo.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts