FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 23 Jun 2010

Vale do Minho: Futuro aterro sanitário não deverá sair totalmente de S. Pedro da Torre

O futuro aterro do Vale do Minho não deverá sair da freguesia de S. Pedro da torre, em Valença. Depois de uma “guerra” de quase […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

O futuro aterro do Vale do Minho não deverá sair da freguesia de S. Pedro da torre, em Valença. Depois de uma “guerra” de quase uma década desencadeada pela população local e dos tribunais terem determinado a selagem do equipamento, perspectiva-se agora que o novo aterro venha a ser dividido entre Valença e o concelho vizinho de Vila Nova de Cerveira. Isto porque a ValorMinho avançou com uma proposta de manutenção das instalações em S. Pedro da Torre, desviando os alvéolos cerca de 300 metros, para a freguesia de Cornes, em Vila Nova de Cerveira, como confirmou à Geice o autarca de S. Pedro da Torre, Manuel Afonso.

 
Na prática, o projecto de instalação do novo aterro do Vale do Minho, implicaria apenas um ligeiro desvio dos alvéolos de recepção dos lixos para a freguesia escolhida para acolher o novo aterro, Cornes, em Vila Nova de Cerveira. Caso a Valorminho e a Junta de Freguesia de S. Pedro da Torre entrem em acordo, terá de ser a mesma população que contestou a instalação deste aterro a pronunciar-se sobre se o quer manter, ou não, na freguesia. O actual aterro está a 70% da sua capacidade, podendo receber os lixos dos concelhos do Vale do Minho por mais alguns anos.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts