FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 24 Ago 2010

Acidente/Espanha: Irmãos e amigo vão hoje a enterrar em Arcos de Valdevez

Vários familiares dos três trabalhadores portugueses que morreram segunda-feira num acidente de viação em Espanha estão a receber apoio médico, além de psicológico, por problemas […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Vários familiares dos três trabalhadores portugueses que morreram segunda-feira num acidente de viação em Espanha estão a receber apoio médico, além de psicológico, por problemas de ansiedade e com o choque da notícia. Em São Tomé de Aguiã, Arcos de Valdevez, já se prepara o funeral dos irmãos Armando e Rui, além do amigo Fernando. “As famílias estão consternadas e têm recibo apoio médico porque estão muito alteradas, como é normal nestas situações. A mãe dos dois irmãos, que é a mais velha, é que está mais calma”, explicou António Costa, presidente da Junta, que está apoiar as famílias, em conjunto com duas psicólogas da autarquia de Arcos de Valdevez.

 
Os corpos dos três portugueses, que se dirigiam para Burgos, Espanha, onde trabalhavam na construção civil, eram esperados na vila de Arcos de Valdevez durante a noite de ontem. O funeral dos dois irmãos realiza-se em Aguiã ás 15.00 desta terça-feira e do terceiro português que seguia na viatura que se despistou junto a Salamanca ás 18.00 na freguesia de Aboim, também em Arcos de Valdevez. Armando Silva Rodrigues, de 43 anos, casado e com um filho de dez anos era o condutor, numa viagem que começou cerca das 04.00 de domingo com destino a Espanha, a mesma que faziam a cada quinze dias. O irmão Rui Manuel Silva Rodrigues, divorciado, deixou dois filhos menores, de 16 e 12 anos e partilhava a condução da viatura O terceiro ocupante da viatura portuguesa, Fernando Barros, de 44 anos, igualmente casado, tinha um filho menor. Excesso de velocidade e distracção do condutor português são causas apontadas pela polícia espanhola para justificar o despiste que culminou com o choque frontal, na faixa contrária, com uma viatura em que seguia um casal. Nesta viatura uma mulher de nacionalidade belga também teve morte praticamente imediata.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts