FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 01 Ago 2010

Coura2010: Objectivo cumprido, para o ano há mais

  Tudo correu como o esperado e o Paredes de Coura 2010 terminou sábado em apoteose, ao som – também dança frenética -, dos Prodigy. Para trás ficam […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

 
Tudo correu como o esperado e o Paredes de Coura 2010 terminou sábado em apoteose, ao som – também dança frenética -, dos Prodigy. Para trás ficam os objectivos cumpridos. “O tempo ajudou, a música superou as nossas expectativas e o público veio. Não podíamos estar mais satisfeitos e para o ano há mais”, atirou João Carvalho, o homem forte da produtora Ritmos. Prodigy confirmaram todas as expectativas e rubricaram uma das mais entusiasmantes performances desde a passagem de Guano Apes, há vários anos, pelo recinto de Coura.
 

 
 
João Carvalho é, através da Ritmos, um dos mentores do festival de Paredes de Coura e assiste com orgulho aos vinte anos de evolução e afirmação. Pelo mesmo rio Coura abaixo a água leva-nos a Vilar de Mouros. A mítica aldeia de Caminha há três anos que não vê a luz do seu festival.  Será que a Ritmos estaria interessada na sua organização? João Carvalho responde: “Já fomos convidados para isso mas não aceitámos. Fazer um festival, que até tem os preços mais baratos da Europa, não é fácil, quanto mais fazer dois. São investimentos superiores a dois milhões de euros e que dependem de patrocinadores, que agora são raros. Estamos fora disso”, garante. Isto numa altura em que contas feitas, o número da edição deste ano do Paredes de Coura rondará os habituais 18 a vinte mil pessoas por dia. “Agora é tempo de trabalhar para 2011 e estamos apostados em a fazer do próximo o melhor de sempre. Mas para já ficamos apenas com um festival”, ironiza ainda João Carvalho.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts