FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 03 Ago 2010

Discussão entre colegas termina com morte de sexagenário

  Uma alegada dívida de Fernando Amaral, de 44 anos, terminou terça-feira de madrugada com a morte do alegado colega, de 63 anos, após uma […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

 
Uma alegada dívida de Fernando Amaral, de 44 anos, terminou terça-feira de madrugada com a morte do alegado colega, de 63 anos, após uma discussão em que terá sido atingido na cabeça com uma vassoura, no interior da casa do suspeito, em Valença. A versão não é oficial, mas relatada pelo povo de Valença.  A discussão terá começado à saída de um café da freguesia de Arão, nos arredores de Valença, onde o suspeito vivia há poucos meses depois de mudar, relatam os vizinhos, do concelho de Marco de Canavezes. Não tem emprego e além de alguns “trocos” a arrumar carros, vivia do Rendimento Social de Inserção. Na noite de segunda-feira foi abordado por um colega, de 63 anos, sobre uma suposta divida, relatam os vizinhos, ainda estupefactos com o sucedido. “Passou aqui pouco antes. Pediu-me se tinha um pão para levar para a casa e foi embora”, explicou António, proprietário do café “Toy”, sem esconder a surpresa.
 

 
 
”Não tenho nada a dizer sobre ele. Uma pessoa extremamente pacata, que vinha tomar o seu pinguinho, mais nada”, explicou ainda. Alguns relatos de vizinhos afirmam que o suspeito terá dito, no exterior, que reagiu a uma alegada tentativa de agressão, por arma branca, do sexagenário no “calor da discussão” ao que Fernando terá respondido atingindo-o com uma vassoura na cabeça. “Veio cá para fora a gritar que já tinha feito asneira”, relatam ainda vários populares. Depois de pedir auxílio a vizinhos, enquanto o corpo do suposto colega conterrâneo estava estendido no chão, o alegado homicida acabaria por se entregar à GNR, já de madrugada, estando nesta altura sob custódia da Policia Judiciária de Braga, que se escusou a tecer qualquer comentário, garantindo apenas o processo “está em investigação” e que o suspeito está “detido”. A vítima, que estaria de passagem por Valença, foi encontrada pela GNR já morta no interior da residência e apresentando sinais de agressão.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts