FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 15 Ago 2010

Viana: Distrito perde uma empresa por dia desde o inicio do ano

No distrito de Viana do Castelo há uma empresa a fechar portas todos os dias desde o inicio do ano e o número de desempregados […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

No distrito de Viana do Castelo há uma empresa a fechar portas todos os dias desde o inicio do ano e o número de desempregados está já próximo dos 11 mil. Os números são divulgados pelo PSD que, ao mesmo tempo que reclama uma “intervenção urgente” do Governo lembra que, só em insolvências, o distrito já viu crescer o número de insolvências, na primeira metade do ano, em cerca de 19%, o dobro da média nacional.

 
“O distrito necessita de medidas de excepção, de descriminação positiva, urgentes”, apelou ontem Eduardo Teixeira, presidente da Comissão Politica Distrital do PSD de Viana do Castelo, ao revelar os números da crise. Assim, segundo os números do partido, nos primeiros seis meses deste ano, o Alto Minho viu 140 empresas a encerrar as portas, “o que dá a triste média de mais de um empresa por dia útil” e colocando, em Junho, o número de desempregados em 10.767. A estes a somar mais de 300 despedidos na multinacional Leoni já em Julho, o que atira o número de desemprego para mais de 11 mil. “São números preocupantes por serem históricos. Além da falta de emprego vemos as nossas empresas a fecharem, de forma natural e por insolvência”, afirma Eduardo Teixeira. A situação é “de tal maneira grave”, sublinha Eduardo Teixeira, que, em Junho de 2010 os processos de insolvência na região cresceram 19%, comparativamente com o mesmo período do ano anterior. Percentagem que é praticamente o dobro da média nacional (10%) a várias vezes acima dos números dos restantes distritos do Norte. Além disto, no distrito, a constituição de novas empresas diminui 3,4%.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts