FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 05 Set 2010

Quinta que só servia para vinho vai dar lugar a 340 lugares de estacionamento subterrâneo no centro da cidade

Até ao final do ano deverá arrancar a obra de construção do novo parque de estacionamento subterrâneo a instalar nos terrenos da Congregação de Nossa […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Até ao final do ano deverá arrancar a obra de construção do novo parque de estacionamento subterrâneo a instalar nos terrenos da Congregação de Nossa Senhora da Caridade, junto à linha férrea e que terá capacidade para receber cerca de 340 viaturas. Como anunciou à Geice FM António Morgado, presidente da instituição, trata-se de um projecto, já autorizado pela autarquia, que visa transformar o actual quintal da instituição, praticamente sem utilização, em parque de estacionamento com dois edifícios à superfície para funcionarem como clínica, lar de idosos e jardim-de-infância. Tudo em pleno centro histórico.

 
“Já há mais de dez anos que temos este projecto para aquele espaço, um quintal que agora dava para pouco mais do que vinho. Acho que há condições para avançar com a empreitada, por fases, até ao final do ano”, explicou António Morgado. Devido à falta de recursos financeiros suficientes a Congregação está a negociar com os empreiteiros interessados a possibilidade de estabelecer uma parceria para a obra, revertendo a gestão do parque para a empresa parceira e os edifícios à superfície para a instituição. Estes 340 lugares vão juntar-se aos mais de 3000 espaços de parqueamentos disponíveis para estacionamento subterrâneo no centro da cidade. À superfície, a instituição quer construir dois edifícios para albergar uma clínica de fisioterapia, com 700 metros quadrados, cerca de sete vezes o tamanho das actuais instalações, ainda um jardim-de-infância de apoio ás restantes estruturas e um lar de idosos destinado à classe média-alta. “São serviços que servirão para ajudar a pagar as contas desta grande obra, que é, sublinho, um sonho antigo da nossa instituição”, acrescentou António Morgado, garantindo que falta apenas o caderno de encargos para que obra possa avançar. Garantias avançadas ao programa “Olhar da Frente” emitido pela Geice FM.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts