FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 27 Set 2010

SCUTS: Associações Empresariais do Norte de Portugal e da Galiza ameaçam avançar com providência cautelar para travar portagens

Associações representativas dos empresários do Norte de Portugal e da Galiza ponderam avançar com uma providência cautelar com vista a tentar travar a introdução de […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Associações representativas dos empresários do Norte de Portugal e da Galiza ponderam avançar com uma providência cautelar com vista a tentar travar a introdução de portagens nas SCUTS nortenhas, já a partir de 15 de Outubro. A decisão foi tomada numa cimeira associativa, que reuniu em Viana do Castelo representantes das Associações Empresariais e das Transportadoras dos dois lados da fronteira. De acordo com Luís Ceia, o presidente da AEVC, há ainda muitas dúvidas legais sobre este processo, nomeadamente no que toca à forma de pagamento das portagens.

 
Por seu turno, José Manuel Fernandes Alvariño, o presidente da Confederação Empresarial de Pontevedra, diz já ter indicações de Bruxelas de que este sistema de pagamento não é válido. De qualquer forma, vai esperar pela resposta às perguntas que ele próprio endereçou ao Parlamento Europeu e, se a resposta se confirmar, garante que vai estar na A28, a 16 de Outubro, para ver quem é que o vai impedir de lá circular sem o chip de matrícula. As associações aprovaram um memorando a enviar agora ao Governo Português e à Xunta da Galiza no qual reclamam, entre outras coisas, que o arranque da cobrança das portagens seja feito em simultâneo em todas as SCUT do país; que sejam adiadas até que estejam cumpridos os critérios de convergência apontados pelo Governo para a regiãoe que as isenções abranjam todos os veículos empresariais que tenham uma utilização frequente da A28, sejam elas do Norte de Portugal ou da Galiza.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts