FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 02 Set 2010

Solheiro classifica como “absurdo” proposta de portajar todos os troços da A27 e A28 em Viana

O presidente da Federação Distrital de Viana do Castelo do Partido Socialista, apontado como um dos mais influentes dirigentes “rosa”, afirmou à Geice FM que, a avançarem […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

O presidente da Federação Distrital de Viana do Castelo do Partido Socialista, apontado como um dos mais influentes dirigentes “rosa”, afirmou à Geice FM que, a avançarem as portagens em todas as SCUT do distrito, além de Viana ao Porto ainda até Caminha e Ponte de Lima, como foi admitido pelo secretário de Estado das Obras Públicas, isso representará o “defraudar das expectativas que foram criadas à região” e promete a sua oposição à medida.

“Se todos os troços das SCUT que atravessam a região foram portajados, como exigiu o PSD, é algo inaceitável. Toda a filosofia que está por trás das SCUT é o de ajudar as regiões menos desenvolvidas e apesar da crise conseguimos ter a garantia que dentro do distrito não haveria portagens, até o PSD lançar essa exigência”, explicou Rui Solheiro. O também presidente da Câmara de Melgaço recusa terminantemente que os troços interiores da A28 (Caminha – Viana – Porto) e A27 (Viana – Ponte de Lima) venham a ter portagens: “Percebemos que numa época de crise algumas coisas se possam justificar, mas não que todos os troços sejam portajados por exigência do maior partido da oposição, independentemente das necessidades desta região. É um absurdo”, apontou ainda. Recorde-se que em Agosto último, questionado pela Geice FM durante uma visita ao distrito, o secretário de Estado Paulo Campos admitiu que a introdução de portagens poderá acontecer, não só entre Viana do Castelo e Porto, uma das três SCUT iniciais, mas também entre Viana-Caminha e Viana-Ponte de Lima. “Aqui era só entre Viana do Castelo e o Porto. Não foi esse o entendimento do maior partido da oposição, que, para que o processo pudesse decorrer com algum consenso, colocou essa exigência, de portajar em todos os lanços”, afirmou o governante. Assim, acrescentou Paulo Campos, no distrito de Viana do Castelo, servido pela concessão da EuroScut Norte, todos os lanços da A28, desde Caminha ao Porto serão portajados, assim como a A27, de Viana a Ponte de Lima. Recorde-se que a opção inicial do Governo passava pela introdução de portagens apenas entre Viana e Porto, mas a universalidade do pagamento de portagens nas SCUT, defendida pelo PSD, acabou por ditar o alargamento aos restantes lanços. “É uma exigência do PSD que é do conhecimento público, eu limito-me a constatar e a contestar. Vamos esperar pelo resultado deste eventual acordo, mas desde já estamos surpreendidos com algo que será fortemente penalizador para o Alto-Minho e tem o nosso repúdio total”, sublinhou Rui Solheiro. O PSD local já fez questão de sublinhar que estas exigências são colocadas tendo em conta o interesse do País.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts