FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 28 Set 2010

Vale do Minho: Aterro Intermunicipal deverá manter-se em Valença até 2021

O Aterro Intermunicipal de Vale do Minho deverá manter-se na freguesia de S. Pedro da Torre, em Valença, até 2021. Depois da Assembleia de Freguesia […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

O Aterro Intermunicipal de Vale do Minho deverá manter-se na freguesia de S. Pedro da Torre, em Valença, até 2021. Depois da Assembleia de Freguesia ter decidido nesse sentido, a Assembleia Municipal de Valença também deliberou suspender a cláusula do acordo parassocial que previa o princípio da rotatividade. Tomada esta decisão, diz Jorge Mendes, o autarca de Valença, “a bola” fica agora nas mãos da entidade gestora do aterro, a Valorminho.

 
Recorde-se que também a Assembleia de Freguesia de S. Pedro da Torre optou pela manutenção da localização do aterro, recebendo como contrapartida 50 mil euros por ano e com o compromisso de que o próximo aterro nunca será construído a menos de 10 quilómetros do actual. Refira-se que o aterro da Valorminho recebe uma média anula de 35 mil toneladas de resíduos. Desde 1998 que o aterro está instalado em S. Pedro da Torre, Valença, mas numa história longa e polémica, o Supremo Tribunal Administrativo, decretou o seu encerramento compulsivo em 2004 devido a questões processuais que não se cumpriram durante a sua construção. Agora é quase certo que o polémico aterro vai continuar a receber os resíduos de seis municípios até 2021.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts