FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 30 Set 2010

Viana: Estaleiros Navais recebem delegação da Venezuela “de olho” na venda do navio Atlântida

Uma delegação da Venezuela visita na próxima semana os Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC), para aferir da possibilidade de adquirir o navio Atlântida, […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Uma delegação da Venezuela visita na próxima semana os Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC), para aferir da possibilidade de adquirir o navio Atlântida, informou hoje o coordenador da Comissão de Trabalhadores daquela empresa. Segundo António Barbosa, esta visita surge na sequência da deslocação, em maio, do primeiro ministro José Sócrates à Venezuela, em que foi aventada a hipótese de o Atlântida rumar para aquele país. “Para a semana, vem uma delegação da Venezuela ver o navio, analisar a hipótese de o adquirir”, referiu António Barbosa.

O Atlântida foi encomendado pelo Governo dos Açores, está pronto e deveria significar um encaixe de 46,4 milhões de euros para os ENVC, mas em abril de 2009 o cliente anunciou que desistia do contrato, por o navio apenas atingir 16,5 nós de velocidade, quando deveria conseguir pelo menos 18. O navio, considerado de luxo, está desde então atracado na doca dos ENVC, à espera de um eventual comprador. Segundo o representante dos trabalhadores dos ENVC, têm aparecido “muitos interessados” na compra do navio. “Só que alguns querem levá-lo de borla”, ironizou.Enquanto não encontram comprador, os ENVC têm encargos anuais de 500 mil euros com a manutenção do navio.Para António Barbosa, esta é uma situação que “não ajuda em nada” a empresa a sair da complicada situação financeira em que se encontra.Os ENVC fecharam as contas de 2009 com um prejuízo de 22,2 milhões de euros, sendo então o passivo acumulado de 137 milhões de euros.Hoje, a Comissão de Trabalhadores foi expor esta e outras preocupações com o futuro da empresa à Câmara, tendo sido recebidos pelo presidente e pelo vice presidente da Autarquia, José Maria Costa e Vítor Lemos, respetivamente, ambos antigos quadros daquela empresa de construção naval.José Maria Costa garantiu que a Câmara “tudo fará para que os ENVC vençam mais um desafio, numa altura em que a crise mundial atinge todos os setores”.O autarca sublinhou que aquela é uma empresa “estratégica” para o concelho, região e país, pelo que a Câmara “continuará a evidenciar junto da administração e do Governo a necessidade deste setor da actividade económica, e em especial os ENVC, continuarem a ser apoiados”.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts