FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 22 Out 2010

Geice confirma: Chávez nos Estaleiros domingo ás 11.00

Está confirmado. O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, vai mesmo visitar este fim-de-semana os Estaleiros Navais de Viana do Castelo, onde acaba de fazer uma encomenda […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Está confirmado. O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, vai mesmo visitar este fim-de-semana os Estaleiros Navais de Viana do Castelo, onde acaba de fazer uma encomenda de 130 milhões de euros em dois navios aslfalteiros, mas também vai aproveitar para ver de perto o luxuoso ferry-boat Atlântida, que também poderá rumar para aquele país. A visita de Hugo Chavez a Portugal vai mesmo acontecer domingo, entre as 11.00 e as 14.00. Chávez, que em Portugal termina uma visita de 12 dias pela Europa.

   
Recorde-se que foi graças à encomenda de Chávez, negociada nos últimos anos directamente pelo presidente da Empordef, Jorge Rolo, com as autoridades da Venezuela, que os ENVC voltaram a ter encomendas. No caso a primeira comercial dos últimos três anos. Tratam-se dos asfalteiros, que já estão em fase de desenho após oito anos de negociações, dois navios de 27 mil toneladas e 188 metros de comprimento, destinados a suprir as necessidades daquele pais sul-americano para a exportação de asfalto, um derivado de petróleo, e que é transportado a altas temperaturas (200 graus centigrados). Em Viana do Castelo, Chávez pouco mais do que desenhos poderá ver destes navios, cuja construção em ferro só deverá arrancar dentro de seis meses. Ainda mais significativa poderá ser a visita, a concretizar-se, de Chávez ao ferry-boat Atlântida, que desde Maio de 2009 se encontra totalmente concluído e encostado na doca da empresa, pelo facto de o Governo dos Açores não aceitar uma diferença mínima na velocidade máxima que atinge. Em Maio último, aquando da última visita de José Sócrates à Venezuela, os dois países assinaram um princípio de entendimento para a sua aquisição, que naturalmente acontecerá abaixo do negócio inicial com os Açores (49,5 milhões de euros). Há dias uma delegação venezuelana esteve na empresa de Viana para uma “reunião exploratória” de negociações que poderão terminar na aquisição do ferry.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts