FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 04 Out 2010

Presidenciais: Defensor Moura apela ao sentido de responsabilidade dos partidos para aprovação do OE

O candidato presidencial Defensor Moura apelou hoje ao “sentido de responsabilidade” dos vários partidos para a viabilização do Orçamento de Estado para 2010, de forma […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

O candidato presidencial Defensor Moura apelou hoje ao “sentido de responsabilidade” dos vários partidos para a viabilização do Orçamento de Estado para 2010, de forma a garantir estabilidade governativa e “acalmar” os mercados internacionais. “Penso que a proposta do Governo satisfaz o que são as críticas dos credores internacionais e as críticas internas da maioria dos economistas. Parece-me que deverá haver consenso entre os vários partidos, pelo menos os do arco do poder, para que possam, pela abstenção ou pelo voto favorável, viabilizar o Orçamento”, afirmou.

Para Defensor Moura, a aprovação do Orçamento é importante para que o país tenha estabilidade governativa e para acalmar os mercados internacionais, “que têm feito subir os juros da nossa dívida a pontos intoleráveis”.Moura falava em Viana do Castelo, numa conferência de imprensa convocada para fazer o balanço dos dois meses da pré-campanha para a sua candidatura à Presidência da República.Segundo avançou, já reuniu 4.547 das 7.500 assinaturas necessárias para formalizar a sua candidatura, esperando ter este processo concluído até 15 de novembro.As assinaturas foram angariadas em 64 municípios de 14 distritos e ainda na Região Autónoma da Madeira.No concelho de Viana do Castelo, onde foi presidente de Câmara durante 16 anos, foram recebidas subscrições de todas as 40 freguesias.Moura recebeu ainda subscrições de todos os 10 concelhos do distrito do Alto Minho.O orçamento da campanha de Defensor Moura poderá ir até um limite máximo de 250 mil euros.Já no final deste mês, a candidatura terá “publicidade móvel”nas cidades de Lisboa, Porto, Braga e Viana do Castelo.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts