FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 12 Nov 2010

Esposende: GNR apreende 42 quilos de meixão pescado ilegalmente no rio Cávado

A GNR anunciou a apreensão, em Esposende, de 42 quilos de meixão, com um valor comercial de cerca de 20 mil euros, pescado ilegalmente no […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

A GNR anunciou a apreensão, em Esposende, de 42 quilos de meixão, com um valor comercial de cerca de 20 mil euros, pescado ilegalmente no rio Cávado. Em comunicado, a GNR acrescenta que o meixão, que nem sequer tinha a medida regulamentar para poder ser pescado, foi intercetado quando seguia numa carrinha, onde era mantido vivo num tanque com água oxigenada. A operação foi desenvolvida pelo Destacamento do Controlo Costeiro de Matosinhos da GNR, que também identificou o proprietário da carrinha. O meixão apreendido foi devolvido ao mar.

Em Portugal, a apanha do meixão (ou enguia bebé) é proibida, à exceção do rio Minho.”A enguia é uma espécie considerada em perigo, tendo sofrido ao longo dos anos enormes perdas, muito por culpa da pesca desregulada deste espécime. Foi por isso criada legislação própria para regular estas actividades piscatórias”, explicou fonte policial.A pesca do meixão fora do rio Minho “é ilegal e constitui um crime ambiental grave, por ameaçar a biodiversidade marinha e a sustentabilidade das espécies migratórias.”O meixão é muito procurado por países da Europa (nomeadamente Espanha) e da Ásia, onde é considerado uma iguaria de luxo, chegando a ser pago a mais de mil euros o quilo nos restaurantes.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts