FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 11 Nov 2010

Portagens: Questões urgentes resolvidas, no próximo ano Península Ibérica vai ter um só aparelho de pagamento

Por agora, estão resolvidas as questões urgentes. Daqui a um ano, um aparelho único deve ser utilizado em toda a Península Ibérica, para o pagamento […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Por agora, estão resolvidas as questões urgentes. Daqui a um ano, um aparelho único deve ser utilizado em toda a Península Ibérica, para o pagamento das portagens. O Governo Português e a Junta da Galiza chegaram finalmente a acordo quanto às formas de pagamento das taxas de portagem nas antigas SCUT do norte que ligam o Porto a Viana do Castelo.

 
Reunidos em Viana, o Secretário de Estado Adjunto das Obras Públicas e das Comunicações e o Conselheiro do Meio Ambiente, Território e Infra-estruturas da Junta da Galiza acordaram cinco opções para o pagamento das portagens por parte dos estrangeiros. Vai ser possível comprar o dispositivo da Via verde na Galiza através do Banco Caixa Geral, com o pagamento a ser feito por débito em conta bancária. Também os CTT vão chegar à Galiza e o pagamento pode ser feito através do pré-carregamento em dinheiro. Além da compra do dispositivo, este pode ser alugado nas extensões da Via verde e dos CTT na Galiza. Os transportadores profissionais podem ainda comprar o dispositivo nas empresas RESSA e na Servisa. Ainda este ano vai ser possível pagar as portagens via internet ou em postos físicos existentes em locais como aeroportos e áreas de serviço.
Paulo Campos, Secretário de Estado Adjunto das obras Públicas e das Comunicações diz que ficam assim resolvidas as questões urgentes. O Secretário de Estado diz que há assim igualdade de tratamento a cidadãos portugueses e galegos. Paulo Campos considera que as soluções encontradas são as mais correctas.
Agustín Hernández, Conselheiro do Meio Ambiente, Território e Infra-estruturas da Junta da Galiza, fala em entendimento entre os dois governos. Hernández diz que tem de haver um esforço conjunto para que a mobilidade não seja reduzida. No próximo ano espera -se que estejam reunidas as condições técnicas para que Portugal e Espanha tenham um só aparelho de pagamento de portagens.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts