FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 15 Nov 2010

Protecção Civil de Marrocos foi equipada com 80 lanchas “made in” Viana – negócio de 1,8 milhões

Os estaleiros da VianaPesca, em Viana do Castelo, acabam de equipar a Protecção Civil de Marrocos com 80 novas lanchas que visam o apoio em […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Os estaleiros da VianaPesca, em Viana do Castelo, acabam de equipar a Protecção Civil de Marrocos com 80 novas lanchas que visam o apoio em caso de cheias naquele País do Norte de África, num negócio que, pela dimensão, foi o mais importante da empresa, dando uma visibilidade internacional “ainda maior” àquela unidade. “Pela dimensão e importância do mercado foi de facto uma encomenda muito relevante para nós. Mas em termos financeiros já tivemos encomendas de maior valor”, começou por explicar Francisco Portela Rosa, responsável da empresa.

 
A encomenda total foi terminada em Outubro, com a entrega da última embarcação, cujo desenho e estudo técnico foi totalmente desenvolvido por Marrocos. “Nós só as construímos, mas a empresa foi elogiada em Marrocos pela rapidez e qualidade com que concretizou a encomenda”, acrescentou Portela Rosa. Em causa está uma encomenda que rendeu à empresa 1,8 milhões de euros. “Era uma promessa antiga que o Rei de Marrocos tinha feito a algumas cidades daquele País que, curiosamente, enfrentam várias cheias ao longo do ano. E coube à nossa empresa concretizar a promessa, o que nos encheu de orgulho”, disse ainda o responsável da VianaPesca. Tratam-se de 80 lanchas em alumínio, não cabinadas, com sete metros de comprimento, todas já ao serviço da Protecção Civil marroquina, em entregas que foram feitas ao longo do ano de 2010. Entretanto, a empresa de Viana do Castelo espera este mês a consignação de um concurso da Marinha portuguesa, que venceu, prevendo a construção de mais sete lanchas cabinadas. “É um negócio igualmente importante, de 2,2 milhões de euros, para construir lanchas bastante evoluídas tecnologicamente. Mas para a nossa marinha já não é o primeiro concurso que vencemos”, explicou.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts