FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 24 Nov 2010

União de Sindicatos de Viana: Adesão à Greve geral ultrapassa as expectativas

          A União de Sindicatos de Viana do Castelo diz que a adesão à greve geral está a superar todas as […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

 
 
 
 
 
A União de Sindicatos de Viana do Castelo diz que a adesão à greve geral está a superar todas as expectativas. Branco Viana, coordenador da União de Sindicatos, diz que os dados até agora recolhidos são muito positivos e ultrapassam o esperado. A greve começou com a paralisação total dos trabalhadores da recolha do lixo. Logo ao início da manhã, três comboios não saíram da Estação de Viana e a partir daí mais alguns comboios ficaram na estação.

 
Os Estaleiros Navais de Viana do Castelo estão parados, com uma adesão de cerca de 98% à greve, segundo Branco Viana. Para além dos cerca de 760 trabalhadores da empresa, a paralisação conta com o apoio dos subempreiteiros e com a solidariedade dos cerca de 200 trabalhadores da Galiza, actualmente a trabalhar na reparação de um navio. Também a Browning Viana, conhecida como a “fábrica das armas” está em greve. A empresa que emprega cerca de 400 trabalhadores, tem níveis de adesão superiores a 95%.
O coordenador da União de Sindicatos diz que esta greve superou as expectativas. A Câmara de Viana também está em greve, com a maioria dos serviços parados. O Centro Hospitalar do Alto Minho está a funcionar com os serviços mínimos, bem como o Hospital de Ponte de Lima. A maioria das escolas do concelho estão encerradas, assim como as creches. Também as Finanças de Viana do Castelo estão paradas. Os tribunais judiciais do distrito também aderiram à greve, com adesões entre os 90 e os 100%.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts