FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 18 Dez 2010

Acidente:Tabuleiro da Ponte Eiffel já foi reaberto

O tabuleiro rodoviário da ponte Eiffel de Viana do Castelo reabriu hoje ao trânsito, pelas 12:25, depois de ter estado cortado desde as 23:00 de […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

O tabuleiro rodoviário da ponte Eiffel de Viana do Castelo reabriu hoje ao trânsito, pelas 12:25, depois de ter estado cortado desde as 23:00 de sexta-feira, na sequência de um acidente que “abriu um grande buraco” no gradeamento. Segundo fonte da PSP, o trânsito foi cortado por uma “questão de segurança”, já que o automóvel que se despistou “abriu um grande buraco, com cinco ou seis metros, no gradeamento, o que se tornava extremamente perigoso”. Entretanto, foi colocada uma protecção provisória, após o que o tabuleiro rodoviário reabriu à circulação

Um automóvel despenhou-se cerca das 23:00 de sexta feira da Ponte Eiffel, em Viana do Castelo, e caiu em cima do tabuleiro ferroviário, provocando ferimentos no condutor, que foi retirado do veículo “consciente” e se encontra “estável”, queixando-se sobretudo de dores abdominais e do peito. O acidente deu-se no cotovelo norte da ponte, numa zona onde o gradeamento já estava parcialmente destruído há algum tempo, na sequência de um outro acidente, tendo no local sido colocada uma protecção provisória. Este é o segundo acidente do género desde que o tabuleiro rodoviário da ponte reabriu, a 30 de Outubro de 2007, após ter estado fechado, durante quase um ano, para obras de recuperação e alargamento. Em Janeiro de 2008, uma viatura despistou-se na mesma zona da travessia e foi cair na estrada, em plena cidade, num “voo” superior a 15 metros de altura. Com as obras, a largura do tabuleiro passou de 6,88 metros para oito metros. Os utentes queixam-se que o novo piso é “muito escorregadio” e está “constantemente descascado”. Desde que reabriu, o trânsito no tabuleiro rodoviário já esteve por diversas vezes cortado ou condicionado, para reparação do pavimento. Em Dezembro de 2008, registou-se um outro corte na circulação, mas dessa vez devido ao muito gelo acumulado no pavimento, uma situação que, garantem os utentes, “nunca se tinha registado” com o piso anterior.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts