FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 06 Dez 2010

Acta de vistoria de fronteira reforça relações entre Monção e municípios espanhóis

Autarcas de Monção e dos municípios espanhóis As Neves e Arbo assinaram a acta de vistoria de fronteira entre Portugal e Espanha. José Emílio Moreira, […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Autarcas de Monção e dos municípios espanhóis As Neves e Arbo assinaram a acta de vistoria de fronteira entre Portugal e Espanha. José Emílio Moreira, presidente da Câmara Municipal de Monção, reuniu com os congéneres galegos dos municípios As neves e Arbo para assinar a acta de vistoria de fronteira entre os dois países. A cerimónia trata-se de uma formalidade prevista nos termos do Artigo 25º do Tratado de Limites entre Portugal e Espanha, de 29 de Setembro de 1864, quando foi reconhecida a linha fluvial do rio Minho que serve de fronteira entre os dois países. No documento consta que não se verificou qualquer alteração no percurso do referido curso de água.

 
O presidente da Câmara de Monção confirma que a fronteira continua no mesmo sítio. Mesmo sem mudanças, o autarca descobriu apenas este que Monção faz fronteira com o município galego de Arbo. Para José Emílio Moreira, a assinatura da acta de vistoria é uma forma de reforçar as relações entre os municípios dos dois países. Sem qualquer problema ao nível da divisão territorial, os autarcas alertaram para a valorização ambiental do rio Minho, rejeitando qualquer intenção, como aconteceu há alguns anos, de construção de barragens naquele troço de água internacional.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts