FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 28 Dez 2010

Fadista Kátia Guerreiro refuta acusações de favorecimento lançadas por Defensor Moura

A fadista Kátia Guerreiro refutou as acusações do candidato presidencial Defensor Moura sobre a sua contratação para um espectáculo em 2009, no âmbito das comemorações […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

A fadista Kátia Guerreiro refutou as acusações do candidato presidencial Defensor Moura sobre a sua contratação para um espectáculo em 2009, no âmbito das comemorações do 10 de Junho, sublinhando que é “totalmente infundado” falar em favorecimento. “Em consequência das inaceitáveis acusações de favorecimento feitas pelo candidato Defensor de Moura num debate televisivo, que envolveram injustamente Kátia Guerreiro, a B&G – em nome da fadista e na qualidade de responsável pelo seu agenciamento artístico – faz questão de repor a verdade dos factos e desmentir as ditas acusações, totalmente infundadas”, lê-se numa nota enviada pela B&G.

 
Na quinta-feira, durante um debate televisivo para as eleições presidenciais, o candidato Defensor Moura, que em 2008 era presidente da autarquia de Viana do Castelo, disse ter sido pressionado enquanto presidente daquela Câmara a contratar a cantora Kátia Guerreiro e a construir “uma tenda que custou 165 mil euros”. Na nota, a B&G disse que a acusação sobre uma tenda de custos astronómicos “é absolutamente falsa”, lembrando que a fadista apenas actuou no Teatro Sá de Miranda, num concerto de homenagem a Pedro Homem de Mello, acompanhada pela Orquestra Sinfónica da Escola Profissional de Viana do Castelo. “É importante salientar ainda que todas as despesas relativas a essa actuação de Kátia Guerreiro nas comemorações do Dia de Portugal foram integralmente suportadas pela Presidência da República e não pela autarquia de Viana do Castelo, como alegou Defensor de Moura ao afirmar que “não houve comparticipação de custos por parte da Presidência”, é ainda referido. Na nota é também recordado que nos cinco anos de mandato de Cavaco Silva, Kátia Guerreiro, que foi mandatária para a Juventude na campanha presidencial de 2006 do actual chefe de Estado, apenas integrou por três vezes a comitiva presidencial em representações oficiais: à Índia, à Turquia e à Alemanha. “Finalmente, e porque há ironias que vale a pena destacar quando os ataques são deste teor, não terá sido por acaso que Kátia Guerreiro foi convidada pelo actual autarca de Viana do Castelo para ser a ‘embaixadora’ de Viana, das suas tradições e cultura”, lê-se ainda no comunicado da B&G. Face às “dúvidas suscitadas” e “por razões de transparência”, a secretaria-geral da Presidência da República tinha também “tornado público, na íntegra” o memorando de entendimento assinado em 29 de Abril de 2008 entre o secretário-geral da Presidência da República e o Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo por ocasião da celebração do 10 de Junho.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts