FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 28 Dez 2010

União Empresarial do Vale do Minho faz balanço “muito negativo” do mês de Dezembro

Dezembro foi um mês “muito negativo” a nível de vendas. O comércio do Vale do Minho registou valores muito baixos em relação a anos anteriores. […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Dezembro foi um mês “muito negativo” a nível de vendas. O comércio do Vale do Minho registou valores muito baixos em relação a anos anteriores. O presidente da União Empresarial do Vale do Minho (UEVM) fala mesmo na “pior época natalícia ” de sempre. Joaquim Covas diz que os maus resultados eram previsíveis devido à crise económica que se faz sentir. Nos mercados de fronteira a quebra foi ainda maior, devido às diferenças entre os mercados dos dois lados da fronteira. Valença teve uma quebra mais acentuada no volume de vendas.

 
Joaquim Covas diz que este resultado é preocupante. Mostra-se pessimista e duvida que a época de saldos que ontem teve início vá ajudar a salvar o comércio. Além da crise, acredita que o negativismo é responsável pelos maus resultados. A União Empresarial do Vale do Minho sublinha que o sector tem de ser trabalhado em colaboração com as autarquias e Governo, caso contrário os mercados de fronteira têm os dias contados. Joaquim Covas teme que, a partir de Janeiro, o aumento do IVA vá acentuar ainda mais as dificuldades dos mercados de fronteira.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts