FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 24 Jan 2011

Alto Minho: CIM contesta alargamento de portagens à A27 e ao troço Norte da A28

Nesta altura já se sabe que a auto-estrada A27, que liga Viana do Castelo a Ponte de Lima, e o troço norte da A28, entre […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Nesta altura já se sabe que a auto-estrada A27, que liga Viana do Castelo a Ponte de Lima, e o troço norte da A28, entre Viana e Caminha, também vão ter portagens a partir de 15 de Abril. De acordo com fonte do Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, o alargamento da cobrança àqueles troços, incluídos na concessão Norte Litoral, vai acontecer na mesma data da entrada em vigor das portagens electrónicas nas SCUT Interior Norte, Beiras Litoral e Alta, Beira Interior e Algarve. Rui Solheiro, o presidente da Comunidade Intermunicipal do Alto Minho, considera que a medida vai prejudicar as populações dos concelhos menos desenvolvidos do distrito mas reconhece que, se o Governo aplicar efectivamente a regra da universalidade do pagamento, a região fica “sem grande margem de manobra” para contestar a decisão.
 

 
Recorde-se que a construção da A27 (antigo IP9) foi uma das “moedas de troca” do chamado “negócio do queijo limiano”, o acordo conseguido entre o então primeiro-ministro António Guterres e o então deputado eleito pelo CDS-PP e presidente da Câmara de Ponte de Lima, Daniel Campelo, para viabilizar o Orçamento do Estado. Com o alargamento da cobrança de portagens também ao troço norte da A28 dentro de três meses, cai também por terra o argumento da Câmara de Viana do Castelo para convencer os turistas galegos a continuar a visitar o concelho, ou seja, que até Viana não pagam portagens.
 

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts