FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 03 Jan 2011

Bloco de Esquerda acusa Câmara de Viana de querer alterar regras de concorrência das farmácias

O Bloco de Esquerda de Viana do Castelo acusa a Câmara Municipal de favorecer uma das farmácias da cidade. No próximo dia 10 de Janeiro, […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

O Bloco de Esquerda de Viana do Castelo acusa a Câmara Municipal de favorecer uma das farmácias da cidade. No próximo dia 10 de Janeiro, na Assembleia Municipal de Viana, vai discutir-se uma proposta da Câmara Municipal de alteração da postura de trânsito da cidade. Esta proposta visa permitir que quem se desloque à Farmácia Manso (antiga Farmácia Almeida), possa levar o seu veículo automóvel até ao estabelecimento, percorrendo a Avenida João Tomás da Costa, rua que está há alguns anos cortada ao trânsito, excepto para cargas e descargas.

 
 
O Bloco de Esquerda diz que esta proposta não é compreensível visto que os outros estabelecimentos da mesma rua não vão beneficiar da medida. O Bloco diz ainda que as outras farmácias não beneficiam desta excepção. Segundo Luís Louro, do Bloco, as farmácias Nelsina, Simões e Central, também estão localizadas em artérias de trânsito condicionado e nunca beneficiaram de uma proposta similar por parte da Câmara. Diz ainda que a proposta implica alterar as regras de concorrência das farmácias a favor de uma e em detrimento das outras. Assim, o Bloco de Esquerda diz que ou todas as farmácias são beneficiadas ou nenhuma deve ter direito a uma medida de excepção. O Bloco de Esquerda vai então votar contra esta medida na próxima Assembleia Municipal, por considerar que não pode “aceitar tratamentos de excepção” para o qual não vê “qualquer fundamento legal ou mesmo social”.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts