FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 12 Jan 2011

Câmara de Viana recua na proposta de alterar postura de trânsito da cidade a favor de uma farmácia

  A Câmara Municipal de Viana do Castelo recuou na proposta de alterar a postura de trânsito da cidade a favor da Farmácia Manso. Após […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

 
A Câmara Municipal de Viana do Castelo recuou na proposta de alterar a postura de trânsito da cidade a favor da Farmácia Manso. Após acesas críticas por parte do Bloco de Esquerda, a Câmara de Viana recuou e alterou a proposta inicial. Recorde-se que a proposta visava permitir que quem se deslocasse à Farmácia Manso (antiga Farmácia Almeida), pudesse levar o seu veículo automóvel até ao estabelecimento, percorrendo a Avenida João Tomás da Costa, rua que está há alguns anos cortada ao trânsito, excepto para cargas e descargas.

 
 
A apresentação da proposta foi feita em Assembleia Municipal, na passada segunda-feira, mas já antes o Bloco de Esquerda acusara a autarquia de beneficiar a farmácia visada. Na Assembleia, também Agostinho Lobo Carvalho disse que esta proposta era um “benefício” para a farmácia Manso e que existia “dualidade de critérios” por parte da autarquia. Ouvidas as críticas, a Câmara decidiu alterar a proposta. Nega as acusações de favorecimento e diz que têm sido procurados lugares de proximidade para as outras farmácias localizadas em ruas de trânsito condicionado. A proposta inicial foi então alterada. Os utentes das farmácias do centro da cidade vão poder circular na Avenida João Tomás da Costa entre as 19 e as 9 da manhã. Apesar da alteração da proposta, PSD e Bloco de Esquerda optaram pela abstenção.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts