FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 03 Jan 2011

Marinha: PCP responsabiliza Governo por atraso na entrega de navio patrulha

O PCP responsabilizou o Governo pelo atraso na entrega do primeiro de seis navios de patrulha oceânica, considerando que se trata de “um projeto prioritário” […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

O PCP responsabilizou o Governo pelo atraso na entrega do primeiro de seis navios de patrulha oceânica, considerando que se trata de “um projeto prioritário” para o país, ao contrário dos submarinos. O navio de patrulha oceânica, encomendado pela Marinha portuguesa aos Estaleiros Navais de Viana do Castelo, foi entregue quinta feira, com um ano de atraso em relação à última data prevista, numa cerimónia presidida pelo ministro da Defesa, Augusto Santos Silva.

Em comunicado, o PCP defende que os navios de patrulha são ”um projeto prioritário”, considerando “inaceitável o desprezo e a leviandade com que todo o processo tem sido executado, em contraste com o dinamismo e urgência postos noutro tipo de aquisições”.Para os comunistas, o Governo deve ser responsabilizado pelo atraso na entrega do navio, recordando que o contrato foi realizado pelo Estado, envolvendo a Armada e os Estaleiros Navais de Viana do Castelo, “que são uma empresa pública”. Os comunistas exigem que o Governo esclareça se este navio se destina a ser vendido, como – acrescentam – indicam “notícias”, questionando ainda “quais são as intenções para os restantes: fabricá-los? fabricá-los para a Marinha? Ou fabricá-los para venda ao estrangeiro?”.“O PCP reafirma o alto interesse para Portugal em possuir navios patrulha. O discurso do mar como potencialidade exige meios nacionais adequados ao exercício da soberania, fiscalização e ao salvamento marítimo. Ao contrário do que é repetido, não são os submarinos o meio adequado a essas missões, mas sim os navios patrulha”, afirma no comunicado.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts