FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 20 Jan 2011

Presidenciais: PS de Arcos de Valdevez queixa-se da Câmara à CNE por utilização de meios municipais na campanha de Cavaco

A Concelhia de Arcos de Valdevez do PS garantiu hoje que vai apresentar uma queixa na Comissão Nacional de Eleições contra a Câmara local (PSD), […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

A Concelhia de Arcos de Valdevez do PS garantiu hoje que vai apresentar uma queixa na Comissão Nacional de Eleições contra a Câmara local (PSD), pela utilização do Gabinete de Imprensa municipal na campanha presidencial de Cavaco Silva. “É uma situação gravíssima”, disse a presidente da concelhia socialista, Dora Brandão. O presidente da Câmara, Francisco Araújo, disse que se tratou de “um erro da assessora de imprensa, que já assumiu a responsabilidade total pelo ato e já pediu desculpa pelo mesmo”.Em causa está a visita de Cavaco Silva a Arcos de Valdevez a 14 de janeiro, em campanha eleitoral.

Na sequência dessa visita, o Gabinete de Imprensa da Câmara de Arcos de Valdevez enviou um e-mail dando conta que o jantar comício de Cavaco juntou “mais de 2.200 pessoas” e que Francisco Araújo, presidente da Câmara e mandatário concelhio do candidato, “num discurso inflamado e muito aplaudido, enalteceu o trabalho realizado pelo atual Presidente da República à frente do país e afirmou, perante todos, ser este o homem certo para continuar a representar Portugal”.A nota de imprensa acrescenta que Cavaco “assumiu-se como um homem do povo, que veio do povo, e prometeu olhar para todos de forma igual”. “Do seu discurso, destaca-se ainda a referência aos cortes salariais dos funcionários públicos que, no seu entender, foram alvo de injustiça, pois outros, com maiores rendimentos, não foram chamados a dar o seu contributo”, remata a nota, que é acompanhada de duas fotos.A concelhia do PS questionou assim a autarquia: “Onde começam as competências do Gabinete de Imprensa da Câmara Municipal e dos seus funcionários e onde terminam? Não tivemos conhecimento que tenham feito cobertura jornalística de campanha de outros candidatos à Presidência da República”.Lembra ainda a concelhia do PS que a Constituição da República Portuguesa estabelece o princípio da igualdade, segundo o qual “todos os cidadãos têm a mesma dignidade social e são iguais perante a lei”. O presidente da Câmara garantiu que “não houve qualquer intenção” de usar meios camarários para favorecer a candidatura de Cavaco Silva, reiterando que a assessora de imprensa “assumiu a responsabilidade total pelo erro”.Admitiu que o erro se terá ficado a dever ao facto de a assessora ser “nova”, tendo saído “há poucos dias dos bancos da universidade”.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts