FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 17 Fev 2011

AEVC: Empresas com grande rede distribuição são das mais afectadas pelas portagens

A Associação Empresarial de Viana do Castelo está neste momento a realizar um estudo para analisar o impacto da introdução das portagens na A28, entre […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

A Associação Empresarial de Viana do Castelo está neste momento a realizar um estudo para analisar o impacto da introdução das portagens na A28, entre Viana e o Porto. O barómetro on-line foi enviado a 60 empresas, que representam vinte sectores de actividade, para poder avaliar as consequências da introdução de portagens em Viana do Castelo

 
A AEVC espera anunciar as conclusões ainda este mês. O presidente da Associação Empresarial afirma que os piores receios devem ser confirmados, já que as portagens colocaram Viana numa posição marginal em relação ao corredor Vigo/Braga/Porto. O barómetro online não diz respeito só às portagens, mas foram incluídas no inquérito algumas perguntas mais direccionadas para este problema. Luís Ceia diz que as perguntas direccionadas vão avaliar se a introdução de portagens contribuiu ou não para a quebra de receitas. Quer também saber se a afectação foi maior junto “dos galegos ou junto dos cidadãos nacionais”. As 60 empresas inquiridas estão localizadas no centro urbano da cidade e representam vários sectores comerciais, como a restauração, a hotelaria, o calçado e a perfumaria. Luís Ceia diz que as empresas com maior rede de distribuição têm sido as mais penalizadas pelas portagens. É a primeira vez que este barómetro é utilizado e prevê-se que, no futuro, a ferramenta não abranja apenas empresas do centro de Viana. Segundo Luís Ceia, a ideia é ir alargando o inquérito aos outros concelhos do distrito onde a AEVC está representada.
 

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts