FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 11 Fev 2011

Dia dos Namorados não tem conseguido salvar o comércio tradicional

A dois dias da comemoração do Dia de S. Valentim, o dia dos apaixonados, o comércio local de Viana do Castelo queixa-se da falta de […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

A dois dias da comemoração do Dia de S. Valentim, o dia dos apaixonados, o comércio local de Viana do Castelo queixa-se da falta de vendas. Os comerciantes dizem que este ano as vendas estão bem piores do que em anos anteriores. Quem compra, opta quase sempre por pequenas lembranças.

 
A Geice foi perguntar aos comerciantes como estão as vendas no mês dos apaixonados. Teresa Pereira é proprietária de quatro lojas bem no centro da cidade de Viana. Vende malas, bijuterias, artigos sensuais e produtos diversos para os mais apaixonados mas diz que, apesar da diversidade, não tem conseguido bons resultados. Diz que as vendas estão “muito más” e a única justificação que encontra é mesmo a falta de dinheiro. Isabel Soares trabalha numa loja de roupa para senhora. Diz que as pessoas estão a optar por prendas simbólicas e, por isso, nem o Dia dos Namorados tem aumentado as vendas. Esmeralda Cristina é gerente de uma loja de carteiras e malas. Diz que as vendas estão em “queda livre” e que os clientes pensam muito bem antes de comprarem o que quer que seja. Com a conjuntura económica actual prevê-se que, este ano, o Dia dos Namorados vá ser mais pobre em prendas. Na próxima segunda-feira, não perca na Geice FM uma reportagem sobre o Dia dos Namorados.
 

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts