FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 22 Fev 2011

Viana: Escola do Carmo vai fechar e ser integrada na Frei Bartolomeu dos Mártires já em 2013

 A Escola do Carmo, escola do 1º ciclo do ensino básico, vai ser fechar e ser integrada na actual Escola Frei Bartolomeu dos Mártires, dando […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

 A Escola do Carmo, escola do 1º ciclo do ensino básico, vai ser fechar e ser integrada na actual Escola Frei Bartolomeu dos Mártires, dando origem a uma Escola Básica do 1º, 2º e 3º ciclo. As obras de remodelação da Frei Bartolomeu começam já no final do ano e estão orçadas em 8 ou 9 milhões de euros. O prazo de execução da obra é de 18 meses a 2 anos.

 
Prevê-se assim que, no início do ano lectivo 2013/2014, a nova Escola Básica do 1º, 2º e 3º ciclo já esteja a funcionar. O ajustamento à Carta Educativa foi, esta segunda-feira, aprovado em reunião do executivo e vai ser votada em Assembleia Municipal na próxima sexta. Segundo a Carta Educativa, a Escola do Carmo tem cerca de 190 alunos e, quer pela localização, quer pelas condições do edifício, “não permite dar uma resposta adequada às necessidades pedagógicas e de segurança”. A Escola EB2,3 da Abelheira tem alunos a mais e, por isso, a Câmara propôs a construção de um novo edifício para substituir a actual EB 2,3 Frei Bartolomeu dos Mártires. O novo edifício vai ter capacidade para até 30 turmas do 2º e 3º ciclos e terá mais 10 salas para o primeiro ciclo. Essas salas vão receber os alunos da escola do Carmo. José Maria Costa, presidente da Câmara de Viana do Castelo, diz que esta integração vai permitir “criar melhores condições” para o ensino básico. O autarca diz que a Frei Bartolomeu precisa de uma “requalificação urgente”. Com as obras, os alunos do 1º ciclo vão ser integrados na nova escola, ganhando também melhores condições. A Escola do Carmo vai ser integrada na Escola EB 2,3 Frei Bartolomeu dos Mártires, dando assim origem à Escola Básica do 1º, 2º e 3º ciclo. Em 2013, a integração deve entrar em funcionamento.
 

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts