FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 30 Mar 2011

Comissões de Protecção de Menores: Secretária de Estado da Reabilitação diz que é necessário “agilizar parcerias”

Há “falta de vontade” para que as parcerias que envolvem a protecção de crianças e jovens em risco funcionem melhor. Quem o diz é a […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Há “falta de vontade” para que as parcerias que envolvem a protecção de crianças e jovens em risco funcionem melhor. Quem o diz é a Secretária de Estado Adjunta e da Reabilitação, Idália Salvador Serrão, que presidiu a uma sessão de trabalho com as Comissões de Protecção de Crianças e Jovens do Distrito de Viana do Castelo. No encontro foram analisados aspectos ligados à funcionalidade, ao desempenho, às potencialidades e aos constrangimentos das Comissões de Protecção de Menores.

 
De acordo com a Secretária de Estado, embora tenha havido uma evolução positiva neste campo, persiste ainda uma necessidade de “agilização das parcerias” com vista a melhorar os resultados do trabalho que tem vindo a ser feito nesta área. “Não trabalhar de costas voltadas” e a partilha de informação e de recursos são, de acordo com a Secretária de Estado, algumas das receitas a aplicar para melhorar o trabalho das Comissões de Protecção de Menores. Relativamente ao número de casos sinalizados no distrito de Viana do Castelo, e embora os números do ano passado não estejam ainda fechados, Idália Serrão confirma que houve um ligeiro aumento, mas que não é significativo. Se ainda recentemente uma boa fatia dos casos se prendia com o abandono escolar, essa é uma das variantes que baixou significativamente. No distrito de Viana do Castelo, e de acordo com a tendência nacional, o maior número de casos actualmente sinalizados prende-se com situações de negligência.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts