FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 01 Mar 2011

Ponte de Lima: PSD acusa maioria CDS na Assembleia Municipal de hesitar na luta contra as portagens na A27

Manuel Barros, presidente da Comissão Política do PSD de Ponte de Lima, apresentou na última Assembleia Municipal uma moção relativa à colocação de três pórticos […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Manuel Barros, presidente da Comissão Política do PSD de Ponte de Lima, apresentou na última Assembleia Municipal uma moção relativa à colocação de três pórticos na A27 entre Ponte de Lima e Viana do Castelo mas a moção foi rejeitada por maioria.

 
Manuel Barros diz estranhar “alguma passividade” do Presidente da Câmara no que diz respeito à questão das portagens. O PSD disse ainda que a Assembleia deve ter papel activo de apoio e defesa dos legítimos interesses dos limianos. Na moção apresentada, os social-democratas propunham a criação imediata de uma comissão, composta por um elemento de cada força política com assento na Assembleia Municipal, para acompanhar este processo, juntamente com a Câmara Municipal. Propunha ainda a criação de uma petição online a solicitar a suspensão da implementação das portagens na A27 entre Ponte de Lima e Viana do Castelo. A moção foi rejeitada pela maioria, numa votação polémica, com 23 votos contra, 21 abstenções e 14 votos a favor. Manuel Barros, presidente da Comissão Política do PSD de Ponte de Lima, diz que as portagens na A27 vão prejudicar gravemente a população e lamenta o “chumbo” do CDS. Foi assim chumbada pelo CDS a moção do Partido Social Democrata de Ponte de Lima sobre as portagens na A27.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts