FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 21 Abr 2011

Eleições: Abreu Amorim admite rever modelo de pagamento de portagens e diz que suspensão é “medida eleitoralista”

O cabeça-de-lista do PSD pelo círculo eleitoral de Viana do Castelo acusa o Partido Socialista de “má governação” e diz que a introdução de portagens […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

O cabeça-de-lista do PSD pelo círculo eleitoral de Viana do Castelo acusa o Partido Socialista de “má governação” e diz que a introdução de portagens nas ex-SCUT foi uma “trapalhada medonha” do governo de José Sócrates. Carlos Abreu Amorim diz que a suspensão das portagens marcadas para o passado dia 15 de Abril foi uma “medida eleitoralista” do PS.

Carlos Abreu Amorim falava em Viana do Castelo, esta quarta-feira, na apresentação da lista de candidatos a deputados do PSD pelo círculo de Viana. O candidato do PSD em Viana do Castelo admitiu rever o actual modelo de pagamento de portagens na antiga SCUT A28 caso o partido vença as eleições legislativas de 5 de Junho. O professor da Universidade do Minho diz que o processo de introdução de portagens nas ex-SCUT foi uma “trapalhada medonha”. Diz ainda que as portagens nas ex-SCUT são um “modelo injusto e discriminatório”. Diz mesmo que são um “castigo” para os vianenses. Carlos Abreu Amorim diz que “o modelo, como está, não pode substituir, tem de ser todo revisto”. Eduardo Teixeira, presidente da Comissão Política Distrital, também acusa o governo de gestão de José Sócrates de utilizar as portagens na batalha eleitoral. Eduardo Teixeira diz que neste modelo “não há universalidade nem há equidade” e diz que é preciso um novo modelo, mais justo.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts