FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 28 Abr 2011

Bandeira a meia haste em Caminha: “É um dia de luto e profunda tristeza para o município” – Júlia Paula Costa

Júlia Paula Costa, presidente da Câmara Municipal de Caminha, disse à Geice que esta quinta-feira é “um dia de luto e profunda tristeza para o […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Júlia Paula Costa, presidente da Câmara Municipal de Caminha, disse à Geice que esta quinta-feira é “um dia de luto e profunda tristeza para o município”. Esta madrugada, seis luso-descendentes perderam a vida num acidente de viação, em França, na viagem de regresso ao Alto-Minho.

 
Segundo informação de familiares, na viagem de hoje regressavam a Caminha dois casais, além de um neto, nascido em França, e um filho. O condutor e proprietário da carrinha, empresário de construção civil reformado, de 58 anos, e a esposa, de 60, traziam a neta, de oito anos, para um período de férias em Caminha. Júlia Paula Costa confirmou que cinco das vítimas tinham residência em duas freguesias de Caminha, e a criança de oito anos, neta do condutor, vivia em França. A autarca diz que a “consternação é enorme”. A Câmara de Caminha activou os Serviços de Acção Social do município para prestar apoio psicológico às famílias. Júlia Paula Costa recorda a tragédia que aconteceu a 17 de Março, quando o pesqueiro “Ana da Quinta” naufragou ao largo dos Açores, tirando a vida a seis caminhenses. O Município de Caminha decidiu colocar a bandeira do Município a meia haste durante dois dias para mostrar o luto pelas duas tragédias. O acidente de hoje deu-se quando o condutor e proprietário da viatura se deparou com um camião frigorífico atravessado na estrada, e não conseguiu reagir a tempo, acabando por embater.
 

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts