FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 11 Abr 2011

Portagens: A28 perdeu 658 mil viaturas por mês desde o fim do regime SCUT

No quarto trimestre de 2010 registaram-se menos 658 mil viaturas por mês a circularem na A28, menos 22,4% face a igual período de 2009. Estes […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

No quarto trimestre de 2010 registaram-se menos 658 mil viaturas por mês a circularem na A28, menos 22,4% face a igual período de 2009. Estes valores coincidem com o início da cobrança de portagens naquela antiga SCUT. Os dados são do Instituto de Infra-Estruturas Rodoviárias (INIR) e apontam para mais de 2,9 milhões de viaturas que, entre Outubro e Dezembro de 2009, utilizaram a A28, todos os meses, contra as 2,25 milhões no período homólogo de 2010.

 
José Maria Costa, presidente da Câmara de Viana do Castelo diz que os galegos têm “fugido” de Viana do Castelo, o que afecta o sector empresarial. Ao longo dos 60 quilómetros da A28, entre Viana do Castelo e Porto, funcionam, desde 15 de Outubro de 2010, quatro pórticos de cobrança. Em Modivas (0,95 euros), Póvoa de Varzim (1,20 euros), Esposende (1,15 euros) e Darque-Viana (0,75 euros). O socialista de Viana do Castelo garante ainda que a perda de 600 mil veículos mensais na A28 é um factor que “prejudica” a capital alto-minhota. O autarca diz que Estrada Nacional 13 não tem “grandes condições”. Na análise mais detalhada destes números, o efeito da introdução das portagens é evidente, segundo os dados relativos ao Tráfego Médio Diário. Em 2009, no mês de Outubro, a média diária foi de mais de 34 mil viaturas, número que desceu para 27 mil em 2010. Se for comparado Novembro de 2009 com Novembro de 2010, a queda é de 32 mil viaturas para 24 mil. Em Dezembro de 2009, a média diária foi de 32 mil carros, enquanto em 2010 a média diária foi de 24 mil viaturas. Pela análise dos dados do INIR relativos aos quatro trimestres de 2009 e 2010, as maiores quebras diárias, proporcionais, são em Viana do Castelo. Pelo nó de Darque, que dá acesso à maior zona industrial do distrito, circularam diariamente 13.395 viaturas, ou seja metade do que em 2009.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts