FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 10 Mai 2011

Capital da Cultura: Secretário-Geral do Eixo Atlântico quer que Viana lidere o processo de recuperação da região Norte

Os meses de Junho e Julho vão transformar Viana do Castelo na Capital da Cultura do Eixo Atlântico, uma iniciativa bienal e que este ano […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Os meses de Junho e Julho vão transformar Viana do Castelo na Capital da Cultura do Eixo Atlântico, uma iniciativa bienal e que este ano se realiza pela segunda vez. Durante este período são inúmeras as iniciativas programadas, e que abrangem campos tão diversos como a Gastronomia e Vinhos e as Culturas Urbanas. De acordo com o secretário-geral do Eixo Atlântico, Xoan Vasquez Mao, neste evento a cultura será apresentada “como um elemento estratégico para resistir, para seguir em frente e para ganhar”. O responsável acrescenta que esta Capital da Cultura pretende também, nesta edição, ser um grito de alerta a toda a euro-região Galiza/ Norte de Portugal.

 
De acordo com Xoan Vasques Mao há uma vontade política que Viana do Castelo, que é a região que mais tem sofrido ultimamente com as ligações rodoviárias, lidere a recuperação do norte do país. Quanto ao orçamento do evento, 50 mil euros, Vasquez Mao diz mesmo que tendo em conta a qualidade do certame, a “troika” que negociou as ajudas a Portugal tinha algo a aprender com o Eixo Atlântico. A vereadora da Cultura na Câmara de Viana, Maria José Guerreiro, sublinhou que o programa desta Capital da Cultura passa pela potenciação de alguns eventos que já fazem parte da programação habitual da autarquia vianense, como a Feira Medieval, a Feira do Livro e o Festival de Jazz. Há no entanto várias novidades como um Encontro de Ceramistas do Eixo Atlântico, uma Mostra Etnográfica, um Festival de Teatro Popular ou os Sabores do Eixo Atlântico.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts