FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 24 Mai 2011

Monção: Autarca diz que Rio Mouro não tem sido protegido e quer zona de pesca associativa

  O presidente da Câmara Municipal de Monção diz que o Rio Mouro não tem sido devidamente protegido e defende a criação de uma zona […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

 
O presidente da Câmara Municipal de Monção diz que o Rio Mouro não tem sido devidamente protegido e defende a criação de uma zona de pesca associativa. José Emílio Moreira considera necessário criar uma zona de pesca associativa no Vale do Mouro para proteger o rio e os peixes que nele habitam. O autarca diz que é preciso controlar a pesca ilegal, já que o Rio Mouro é, a nível nacional, dos que têm maior capacidade de pesca da truta.
 

 
Em declarações à Geice, José Emílio Moreira diz que é preciso “intervir, limpar, repovoar e fiscalizar” porque os pescadores fortuitos “pescam tudo”. O autarca diz querer incentivar a “pesca sem morte” do peixe. O responsável monçanense diz mesmo que a truta é uma fonte de riqueza sócio-económica. O autarca diz não entender o conflito com algumas associações de caça e pesca da zona. Considera que a criação de uma zona de pesca associativa seria uma forma de ajudar o rio. Hoje o rio “quase não tem nada”, enquanto no passado “era muito rico em trutas”. Por isso mesmo, José Emílio Moreira considera que este tem de ser preservado. Segundo o autarca, a criação de uma zona de pesca associativa poderia ser uma forma de ajudar a preservar o Rio Mouro.
 
Imagem: Trutas e Serras

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts