FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 30 Jun 2011

Censos 2011: Aposta em parques industriais é justificação para aumento de população em Cerveira, ao contrário da região

O concelho de Vila Nova de Cerveira foi o único a inverter, claramente, a tendência de perda da população no Alto-Minho, facto que o presidente […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

O concelho de Vila Nova de Cerveira foi o único a inverter, claramente, a tendência de perda da população no Alto-Minho, facto que o presidente da Câmara local justifica, sobretudo, com o emprego gerado pelos parques industriais. “Estamos a falar de cerca de 2.000 postos de trabalho directos gerados pelos dois parques industriais e que, desde 2006, temos sentido estarem na base de um crescimento demográfico claro”, explicou  José Manuel Carpinteira (PS).
 

 
O presidente da Câmara de Vila Nova de Cerveira acrescenta que a “criação de emprego” dos últimos anos serviu para “fixar” população. Ou seja, em dez anos, segundo os dados preliminares dos Censos 2011, o concelho cresceu, em população residente, mais de 5 por cento. Residem agora, em Vila Nova de Cerveira, 9.297 pessoas, ou seja mais 445 habitantes. “Temos também o facto de muitas segundas habitações, pelas condições que oferecemos, terem-se transformado na residência principal de muita gente”, garante o autarca. A concretização de vários investimentos estruturais na última década, como o acesso à A28 ou a ponte internacional que liga à Galiza, “criaram uma nova centralidade” para o concelho. “Apostamos noutro tipo de atractividade, o bem-estar das pessoas, como um aquamuseu ou a intensa animação cultural. São motivos que levam as pessoas a ficar por cá, onde também têm emprego”, justifica. Além de Vila Nova de Cerveira, no distrito, apenas o concelho de Viana do Castelo aumentou a população, residente, em 0,15 por cento, passando para 88.767 habitantes e de longe o mais populoso.
Os dados preliminares dos Censos 2011 indicam que o Alto-Minho é uma das regiões do litoral que mais população residente perdeu nos últimos dez anos, com uma quebra de 2,13 por cento, cifrando-se atualmente em 244.947 habitantes, contra os 250.275 de 2001. Em termos de concelhos, Melgaço foi o que mais população perdeu, em percentagem, com uma quebra de 8,09 por cento para os atuais 9.187 habitantes, contra os 9.556 do recenseamento de há dez anos. Com estes resultados, Vila Nova de Cerveira deixa de ser o concelho do distrito menos populoso, lugar que passa a ser ocupado, precisamente, por Melgaço. Nos restantes, registam-se igualmente perdas no total de população residente, como em Arcos de Valdevez (-7,7 por cento) agora com 22.855 habitantes, Ponte da Barca (-6,83), para 12.027 habitantes, Monção (-3,74), para 19.210 habitantes, Paredes de Coura (-3,34), para 9.251 habitantes, e Caminha (-2.57) para 16.630 habitantes.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts