FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 18 Jun 2011

Novo Governo: Líder dos Autarcas Socialistas pede manutenção do financiamento comunitário nos 85 por cento

O presidente da Associação Nacional dos Autarcas Socialistas, Rui Solheiro, exortou esta sexta-feira o novo Governo a manter os actuais níveis de financiamento comunitário e […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

O presidente da Associação Nacional dos Autarcas Socialistas, Rui Solheiro, exortou esta sexta-feira o novo Governo a manter os actuais níveis de financiamento comunitário e assim incentivar a concretização de projectos pelas Câmaras Municipais. “Ao nível das autarquias, a gestão do QREN será uma das nossas prioridades junto do novo Governo. Num momento de crise é fundamental manter os níveis de financiamento de 85 por cento através dos fundos comunitários”, afirmou Rui Solheiro.
 

 
Por outro lado, o também autarca de Melgaço reclama do novo Governo uma “limitação” aos cortes “sucessivos” que têm sido impostos às autarquias. Num outro plano, o dirigente socialista lamenta o que diz ser a “ausência de nomes de peso político” no executivo que será liderado por Pedro Passos Coelho. “O Governo ainda nem tomou posse por isso é um pouco injusto comentar, mas num cenário tão difícil como o que o país atravessa, essa ausência pode ser problemática”, acrescentou. O líder dos autarcas socialistas diz-se também “preocupado” com o futuro funcionamento de uma estrutura com apenas onze ministros. “Estes ministérios agrupados preocupam-me. É uma daquelas medidas que é mais para mostrar do que para funcionar e dois grandes ministérios com um ministro apenas, pode trazer muitos problemas”, advertiu. O novo Governo de maioria PSD/CDS-PP irá tomar posse na terça-feira depois de o primeiro-ministro indigitado, Pedro Passos Coelho, ter reunido em audiência com o Presidente da República, Cavaco Silva, para lhe entregar o novo elenco governativo. O novo Governo de 11 ministros inclui oito estreantes em funções executivas e duas mulheres, enquanto três futuros ministros já desempenharam funções em anteriores Executivos.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts